Alouette, gentille alouette

Bom dia!

Que a pudenda luminosidade da centelha divina que vos inspira, vos rege e guia, ensejando a força motriz que entusiasma vossa existência a caminhar não féretro como cordeiro/tigre, e não para o abate, consorte sim para vencer mais um dia de batalha santa, oblativa e honrosa.

Mais um dia vencido, menos um dia.

Que o emblema da dicotomia tudo/nada – luz/escuridão que Willian Blake expôs em seu aforisma -, seja o ferino signo que traz-lhe a garra e gana rumando mais uma vitória diária!

Tigre, tigre que flamejas
Nas florestas da noite.
Que mão que olho imortal
Se atreveu a plasmar tua terrível simetria?

Em que longínquo abismo, em que remotos céus
Ardeu o fogo de teus olhos?
Sobre que asas se atreveu a ascender?
Que mão teve a ousadia de capturá-lo?
Que espada, que astúcia foi capaz de urdir
As fibras do teu coração?

E quando teu coração começou a bater,
Que mão, que espantosos pés
Puderam arrancar-te da profunda caverna,
Para trazer-te aqui?
Que martelo te forjou? Que cadeia?
Que bigorna te bateu? Que poderosa mordaça
Pôde conter teus pavorosos terrores?

Quando os astros lançaram os seus dardos,
E regaram de lágrimas os céus,
Sorriu Ele ao ver sua criação?
Quem deu vida ao cordeiro também te criou?

Tigre, tigre, que flamejas
Nas florestas da noite.
Que mão, que olho imortal
Se atreveu a plasmar tua terrível simetria?

Alegoria da América - Andrea Pozzo

A comunidade ariana dos sagrados está votada a ser uma exegese luminosa, com o augúrio de ser um modesto adminículo à sua honra, elogio à idoneidade, impolutez, nobreza de carácter e princípios salvífico-cristãos, natural ilibidez do recato, à beleza do bom ascetismo ético-moral, brios de decência e dignidade, inconspurcávelmente, desta sorte celestial, um espaço para se exordiar traços mais gerais em amplo espectro da exação do seu pensamento dogmático virtuoso-santificador, acerca da virgindade consagrada, bem direccionada, e embasada, aspirada seja ao matrimônio ou sacerdócio, bem como para se exarar precisões a respeito do mesmo âmbito retido, reservado, fidedignamente.

Não serão permitidos cá, por conseguinte, searas inglórias, torpezas morais, cipoais infecundos, nem erudições vazias ou relativizadoras-desnorteantes. Além disso, o debate deverá ocorrer de forma coesa, e os argumentos conduzidos com respeito e denodo, a fim de que não incorramos na fugacidade coeva ou alienação subjetivante. Auspiciamos assim, dar um humilde contributo, para tornar eviterno o lume da verdade declinada por Pio XII(Papa), de 25 de março de 1954 em sua inolvidável encíclica papal Sacra Virginitas. Mirados, pois, nos vaticínios deste profeta vigoroso, invicto da verdade sempiterna, sigamos castos.

Roteiro da Encíclica:
– Introdução: Virgindade e castidade perfeita são o mais belo florão da Igreja.
– A virgindade floresceu entre os fiéis de todas as condições.
– Virgindade cristã no ensinamento do padres de Doutores da Igreja.
– Só a caridade inspira e anima a virgindade cristã para servir a Deus mais livre e facilmente.
– Facilita a elevação da vida espiritual e fecunda o apostolado.
– Sua excelência sobre o matrimônio.
– Multidões de virgens foram sempre a honra e a glória da Igreja.
– A virtude angélica atesta o amor ardente da Igreja por seu divino Esposo.
– A castidade não é nociva ao organismo humano.
– A santificação não é mais fácil no matrimônio que na virgindade.
– O apostolado não é mais eficaz no matrimônio do que na virgindade.
– A castidade é conseqüência duma escolha livre e prudente.
– A castidade é uma virtude difícil mas possível com a graça de Deus, a vigilância e a mortificação, a fuga das tentações e das ocasiões de pecado.
– Do pudor cristão.
– O socorro da oração e dos sacramentos.
– A devoção a Nossa Senhora.
– Conclusão: Os que sofrem perseguição.

A sagrada virgindade e a perfeita castidade, considera a Igreja Católica, quando consagrada ao serviço de Deus, um dos mais “preciosos tesouros” deixados por Cristo à sua Igreja. Afirma ainda a Doutrina Católica que a santa virgindade é mais excelente que o matrimônio, isto no Concílio de Trento.

Sobre o tema afirma João Paulo II na Exortação Apostólica Familiaris consortio (n. 16): Permanecendo no celibato, o homem pode entregar a Deus um coração indiviso, segundo o modelo do seu Filho, Jesus Cristo, que ao Pai entregou o amor exclusivo e total do seu coração. É então que o homem conquista o supremo cume, o vértice do testemunho cristão: “Tornando livre de um modo singular o coração humano (…) a virgindade testemunha que o Reino de Deus e a sua justiça são aquela pérola que devemos preferir a qualquer outro valor.”

Muitos são os documentos da Igreja que louvam a sagrada virgindade e a castidade perfeita pelo “Reino dos Céus”. Pio XII, na Encíclica Sacra virginitas sobre a sagrada virgindade afirma ser esta o mais belo florão da Igreja (…) e que a virgindade bem merece o nome de virtude angélica.

Escreveram, dentre vários autores cristãos, ainda sobre o elogio da virgindade consagrada:
Santo Ambrósio, De Virginibus, De Virginitate De Institutione Virginis e de Exhortatio Virginitatis.
Santo Agostinho, De Sancta Virginitate;
São Cipriano, De Habitu Virginum;
Metódio, bispo de Olimpo, Convivium decem virginum;
São Boaventura, De Perfectione Evangelica
São Tomás de Aquino, Suma Teológica, II-II, q. 186, a.4;
São Pedro Damião, De Caelibatu Sacerdotum;
São João Crisóstomo, De Virginitate;

Que tenhamos todos um bom dia, guiado pela Glória de Deus Pai Todo Poderoso, pela crença na Pátria e pela fé na Família, que é o sustentáculo de toda sociedade.

Gott, Vaterland und Familien.
Ein Volk, Ein Reich, Ein Führer!

One thought on “Alouette, gentille alouette

  1. Me surpreendo citares o cristianismo e prezar por valores ético-morais cristão e ao mesmo tempo ser contraditoriamente um ser humano odioso e beirando a sociopatia, objetivando e louvando assasinato de seres humanos. De fato nunca compreendeu ou irá compreender o cristianismo, sequer deve ter lido o Novo Testamento e interpretado o amor de cristo propagado através de Seu sacríficio e ensinamentos difundido. Não entendo isso pois não sou médico, mas é perceptível que tu possues algum disturbio mental sociopata.

    Like

Leave a Reply

Fill in your details below or click an icon to log in:

WordPress.com Logo

You are commenting using your WordPress.com account. Log Out / Change )

Twitter picture

You are commenting using your Twitter account. Log Out / Change )

Facebook photo

You are commenting using your Facebook account. Log Out / Change )

Google+ photo

You are commenting using your Google+ account. Log Out / Change )

Connecting to %s